Como diz o sábio Chapolin Colorado: - sigam-me os bons!

Para leitura completa dos versículos disponíveis nas postagens do Blog, todos os links são de acesso direto ao capítulo referente no BIBLIAONLINE.


17 de março de 2014

Calcutá, Índia

Lugar de pobreza,  morte e problemas humanos irremediaveis. Lá, as  freiras treinadas por madre Tereza servem às pessoas mais pobres e miseráveis do planeta: moribundos recolhidos nas ruas de Calcutá. O mubdo fica boquiaberto diante da dedicação das irmãs e dos resultados desse ministério,  mas essas freiras têm uma coisa que me impressiona ainda mais: serenidade.

Se enfrentasse um projeto tão assustador como esse,  provavelmente ficaria correndo de um lado para o outro,  enviando e-mails para doadores, implorando por mais recursos,  tomando remédios para enxaqueca,  agarrando-me a tudo que diminuísse o meu desespero crescente em querer ajudar.

Mas não essas freiras.

A serenidade delas procede do que acontece antes do seu dia de trabalho. Às quatro da manhã, muito antes do nascer do sol, as irmãs levantam-se despertadas por um sino e um chamado: "vamos bendizer o Senhor". " Graças sejam dadas a Deus", elas respondem. Vestidas com saris brancos,  elas lotam a capela,  onde se assentam no chão,  à moda indiana,  oram e cantam juntas. Na parede da capela simples há um crucifixo com a inscrição: "Tenho sede". Antes de encontrarem o trabalho,  elas se entregam ao culto ao amor de Deus.

Não vejo pânico nas irmãs que dirigem o Lar dos Moribundos e Destruídos de Calcutá. Vejo preocupação e compaixão,  mas não obsessão pelo que precisa ser feito.  Na realidade,  logo no início de seu trabalho, elas tem como regra que reservem as quintas-feiras para oração e descanso.

Trabalho sempre existirá,  mas se não descansarmos e orarmos,  não teremos condição de executá-lo.

Observo que elas iniciam o dia com Deus e terminam o dia com orações à Ele. Tudo que acontece nesse intervalo É como uma oferta ao Senhor.

Essa é a diferença: Elas não trabalham para uma agenda de serviço social. Estão trabalhando para Deus.

Nenhum comentário: